Dicas

De onde você é? – Where are you from?

Que tal começarmos a perguntar sobre a nacionalidade das pessoas?
Alguém já perguntou de onde você era, e você ficou com nós na cabeça na hora de reponder?
Vamos acabar com os nós!
Bom, esta parte do aprendizado é fácil, basta ter atenção nas pessoas da pergunta que tudo ficará bem.

Bom, para conhecermos a pessoa, perguntamos:
Who is he/ she?
Quem é ele/ ela?

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

E como resposta teremos:
He is Alphredo / She is Ana.
Ele é Alfredo / Ela é Ana.

Agora, para perguntarmos sobre suas nacionalidades, perguntamos:
Where is he / she from?
De onde ele/ ela é?
Continue a ler »De onde você é? – Where are you from?

Verbo To-Be como “ter”

O verbo ter do português é largamente usado, aparecendo muito em expressões do nosso cotidiano e assumindo freqüentemente um papel idiomático. O verbo to have, que seria seu correspondente em inglês, tem um uso mais restrito, não aparecendo muito em formas idiomáticas. O verbo to be, por outro lado, cobre em inglês uma grande área de significado, aparecendo em muitas expressões do dia a dia, de forma semelhante ao verbo ter do português. Portanto, muitas vezes ter corresponde a to be, conforme os seguintes exemplos:

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Quantos anos você tem? – How old are you?
Você tem certeza? – Are you sure?
Você tem razão. – You are right.
Não tenho medo de cachorro. – I’m not afraid of dogs.
O que é que tem de errado? – What’s wrong?
Não tive culpa disso. – It wasn’t my fault.
Tivemos sorte. – We were lucky.
Tenha cuidado. – Be careful.
Tenho pena deles (sinto por eles). – I feel sorry for them.
Isto não tem graça. – That’s not funny.Continue a ler »Verbo To-Be como “ter”